O quarto de Jacob – Virgínia Woolf

0
Vilarejo da Cornualha

Vilarejo da Cornualha

 CORNUA PRAIA

 

 

 

 

Praia e rochedos – Cornwall

“Jacob’s room”. O quarto de Jacob. Lendo o livro, não via o motivo do título. Fui ao dicionário. A palavra inglesa ‘room’ não significa apenas quarto, ou sala, mas também ‘espaço’, ‘lugar’. Passei a entender melhor : o espaço de Jacob. Espaços físicos – onde ele realmente está, naquele momento. E espaços psicológicos – não só o que se passa em sua mente, mas também como ele aparece na mente de outras pessoas.
Mas, antes, alguns comentários sobre o estilo da autora, cujo romance, que releio agora, foi o primeiro* romance ultramoderno, embora publicado em 1920 – ou 1922.

Não havia pensado nisso antes – mas o estilo é impressionista. 


E agora vai ser tudo contado num só parágrafo. O Sr. Floyd decide mudar-se de cidade, oferece lembranças aos meninos que foram seus alubos – Archer escolhe um cortador de papel, Jacob, as obras de Byron em só volume, e John fica com um gatinho ruivo. O clérigo partiu para Sheffield, onde conheceu a Srta. Wimbush,  depois foi para Maresfield House, da qual se tronou diretor, foi  editor de uma série de Biografias Eclesiásticas, retirou-se para Hampstead com a mulher e a filha, onde ainda pode ser visto alimentando patos em Leg of Mutton Pond. “Encontrando Jacob em Picadilly há pouco tempo, reconheceu-o em três segundos. Mas Jacob crescera, tornando-se um rapaz tão distinto, que o Sr. Floyd não quis interpelá-lo na rua.”

Pronto. Voltamos  à questão do título do livro. Por que “O quarto de Jacob”? O livro começa com ele menino,  passando férias com a mãe e os irmãos em alguma praia da Cornualha. Depois, a cidade em que moram: Scarborough, de onde parte para o colégio Digby. Em seguida está na Universidade de Cambridge. Está no lago, está em Londres, está viajando de barco com seu amigo Durrant (cujo pai foi dono de banco). Ãs vezes, Jacob está em algum quarto, principalmente em Cambridge – no seu ou no de algum de seus amigos.

 

Share.

About Author

Comments are closed.