O dançarino do deserto

0
O DANÇARINO DO DESERTO

Irã

por Renato Hermsdorff

“Baseado em uma história real, O Dançarino do Deserto, longa de estreia do jovem inglês Richard Raymond, de 37 anos, é o tipo de filme para inglês – ou norte-americano ver: o diretor deita sobre uma outro cultura (diferente da sua, oprimida, no caso a iraniana) um olhar carregado de compaixão, o que resulta em uma produção demasiado açucarada.O filme é centrado na figura de Afshin Ghaffarian (Reece Ritchie), um iraniano cuja maior paixão, dançar, é simplesmente proibida em seu país. Na universidade, ele conhece Ardi (Tom Cullen), um tipo revolucionário que o apresenta aos amigos “das artes” e logo logo eles estão montando uma companhia clandestina de dança. Quando Afshin conhece Elaheh (Freida Pinto), ele descobre que seu país nem sempre foi arredio à sua arte, e a moça o estimula a dar um passo além: se apresentar publicamente, um ato que requer coragem.Assim, o filme se constrói como uma metáfora à história do país.”
Nota: Não concordo que o olhar “carregado de compaixão” resulte numa produção “açucarada”. Não podemos minimizar a com- paixão, que é uma forma de sentir-com. Com seres humanos que vivem uma condição desumana.
( Artigo do site ADORO CINEMA)
Share.

About Author

Leave A Reply