Ediçao bilingue

0

lendo-entre-floresLi A DIVINA COMÉDIA pela primeira vez numa edição em prosa, o que já tirava (hoje eu vejo) 90% da beleza da obra. Muito tempo depois li a edição em versos, tradução de José Pedro Xavier Pinheiro. Um trabalho a que o tradutor dedicou anos de sua vida – traduzir para o português mais de 14 mil versos – e  em ‘terza rima’! Não me lembro onde consegui esse livro, só sei que não era meu. Encontrei há pouco tempo a mesma tradução,  digitalizada, em  eBooksBrasil, e baixei para meu PC. Mas eu queria mais. Procurei na internet e fui encontrar na Livraria Saraiva: edição bilíngue! Gosto de edições bilíngues, principalmente em línguas neolatinas. A gente lê e vai aprendendo como funciona o outro idioma. Leio em italiano e vou dando umas espiadas na página ao lado para conferir o vocabulário. Mas é muito especial poder apreciar as rimas no idioma original, a musicalidade do toscano de Dante Aleghieri. Recomendo. Para todas as idades. Quem acha que vai ser difícil ou aborrecido…  só vai descobrir se experimentar. Às vezes temos que nos esforçar um pouco. Comecei a ler o ‘Ulisses’ de Joyce não sei quantas vezes durante quase vinte anos. Até que uma vez recomecei, consegui achar bonito e interessante, e fui até o fim. A única obra que realmente deixei de lado e nem pretendo recomeçar… bom, não vou me comprometer contando qual. 

Share.

About Author

Comments are closed.