Lendo Dante

0

Se você for ler a DIVINA COMÉDIA, recomendo que leia primeiro a biografia de Dante. Conhecido com um gênio da literatura, ele foi um homem visceralmente político, ocupando altos cargos e combatendo os poderosos da cidade e os poderes do papa. O papa, figura de grande poder na época,  era escolhido entre os membros de uma família poderosa e exercia, muito mais a vida política do que religiosa. Faço estas observações  para mostrar por que Dante teve tão terríveis inimigos e por que foi vida será marcada pela defesa de sua cidade, pelas lutas contra violentos adversários, pelo exílio, e pela constante fugas a persegui;coes de seus inimigos. Vida e obra do poeta se entrelaçam de tal maneira que, para entender A DIVINA COMÉDIA, é preciso saber Quem foi Quem e por qual motivo Dante coloca determinadas personagens no Inferno (todos os seus adversários), outras no Purgatório e outras no Paraíso.
Não posso deixar de fazer aqui uma observação de cunho pessoal. Meu primeiro intento ao colocar A DIVINA COMÉDIA foi meramente ‘dar uma notícia’ sobre a obra, sob um aspecto, digamos, cultural. Mas, ao reler o livro, em versos, e já tendo conhecimentos que não tinha antes, fiquei de tal modo envolvida, que tenho que dizer aos leitores: RECOMENDO. Vale a pena fazer uma, muitas leituras. Ler por deleite, ler porque é extraordinariamente interessante. Metáforas como Limbo, Inferno, Purgatório e Paraíso,  estão há muito ultrapassadas. Mas o próprio Dante avisa “esta é uma obra polissêmica”, ou seja, uma obra com muitos sentidos.
A grande metáfora para o leitor de hoje é a aventura da existência humana sobre a Terra, as escolhas que cada ser humano pode fazer: desperdiçar este  tempo precioso que nos foi concedido, ou fazer uma jornada rumo ao conhecimento e à espiritualidade. Levando em conta que somos apenas uma gota dágua,  podemos fazer um esforço para acrescentar essa gota ao oceano da humanidade. Para o bem ou para o mal.
E paro por aqui, porque já começo alguma coisa parecida com apologia, que não é minha intenção.
Só mais uma coisa: Dante, um autor da Idade Média,  fazendo sentido para os leitores de terceiro milênio, é o melhor  exemplo que posso dar do que significa em literatura a palavra Clássico.

Share.

About Author

Leave A Reply